DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

MAIS de 840 MORTES : Catastrofe pode ser 'Tsunami político' alerta Margareta Walstrom da ONU

NUMERO DE MORTOS na REGIÂO SERRANA já passa de 840 ( 28.01.2011)
È PRECISO EVITAR QUE ESTAS TRAGEDIAS CONTINUEM A OCORRER
RESPEITEM O CODIGO FLORESTAL E AS LEIS AMBIENTAIS
RESPEITEM A CONSTITUIÇÂO FEDERAL
RESPEITEM A LEI 6766 - PARCELAMENTO DO SOLO -e DEC 58/37

Catástrofe na serra pode ser 'o tsunami político' do Brasil
Margareta Walstrom, representante da ONU para redução de desastres faz o alerta
25 de janeiro de 2011 | 0h 00
Leia a notícia
Comentários 2820
Email ImprimirA+ A-

Jamil Chade - O Estado de S.Paulo
O desastre na região serrana do Rio de Janeiro pode ser "o tsunami político" do Brasil. O alerta é da número 1 da ONU para a preparação contra desastres naturais, Margareta Walstrom.

Documentos do próprio governo brasileiro apontam falta de preparação para responder a desastres naturais. Hoje temos mais de 800 mortos. De quem é a responsabilidade?
Se pensamos na situação do Brasil há 20 ou 30 anos, a situação mais crítica do País era a seca. Hoje vemos que o problema é outro. O que vemos agora é uma acumulação de pequenas e médias enchentes. Todas autoridades sabem dos riscos. Mas a questão é como conseguir que o governo federal diga claramente que precisamos de um basta. Que diga que o custo disso tudo chegou a um limite. Estimo que esse momento chegou agora.  Por quê?
O custo político de ver mais de 800 pessoas morrerem assim talvez balance o governo e transforme o tema em alta prioridade. A causa da morte é a falta de capacidade do Estado. Quando o furacão Katrina atingiu os Estados Unidos, o que se descobriu é que o grande problema era a capacidade do Estado. O Brasil havia criado um plano de alerta em 2005. Até hoje o sistema não foi implementado e agora o governo diz que estará pronto em 2014. Leva tanto tempo para ter um alerta? Não.
Leva tempo para entender a necessidade.
O governo tem de entender que desastres naturais também são fundamentais. Podem minar uma economia inteira. Desastres podem causar instabilidade social e econômica. Para muitos governos, o tsunami foi o que abriu os olhos para o fato de que não estavam preparados. Espero que, politicamente, esse seja o tsunami brasileiro. Após tsunami, Indonésia fez grandes progressos institucionais, além da Tailândia e Índia.
O governo fala em tirar 5 milhões de pessoas de morros. Isso é possível?
Depende. Só tirar não resolve. Esvaziar a área pode causar grandes problemas. Para onde irão? Precisam trabalhar com cuidado. As pessoas podem ser colocadas em áreas seguras. Mas não adianta ter uma casa bonita e estarem isolados, sem transporte público, sem trabalho. Eles podem ir. Mas depois voltarão às suas regiões consideradas como perigosas.
Então qual é a solução?
É o planejamento da expansão urbana. No lugar onde ocorreu o deslizamento de terras no Brasil, muitas das ruas não tinham nem água encanada. Não dá para viver assim.
Já há uma previsão dos custos que o desastre causou ao Brasil?
O prejuízo será de bilhõesMas o governo tem de ser honesto o suficiente para ir a cada casa e a cada família perguntar o que perderam.
_________________________________________


Quanto vale a VIDA HUMANA ? leiam também :  
IRRESPONSABILIDADE EM CADEIA - NÃO É SÓ NISTO AÍ
ALERTA QUE VEM DA LAMA - e também dos CÉUS : 
SOS MATA ATLANTICA - As Tragédias ambientais e as mudanças no Código Florestal 


Estadão :  Tragédia no Rio: 814 mortos e 25.114 pessoas sem casa


G1.globo.com :


SC -  58 cidades decretam emergência por causa da chuva em Santa Catarina 
Cerca de 900 mil pessoas foram afetadas pelos temporais, diz Defesa Civil.Cinco pessoas morreram e mais de 25 mil tiveram de sair de suas casas.
MG - Cem cidades decretaram situação de emergência em Minas Gerais 
Mais de 1,3 milhão de pessoas foram afetadas pelas chuvas no estado.
Segundo o boletim da defesa, as duas ultimas cidades a entrar na lista foram : Ipuiúna que registrou problemas causados por enxurradas. E,  Inimutaba, onde os danos foram gerados por tempestades.
SP Imagens mostram queda de granizo em São Paulo Atualizado em 25/01/2011 18h17
A forte chuva que atingiu São Paulo na tarde desta terça-feira (25) causou alagamentos e transtornos mais uma vez. Houve até queda de granizo. Um cinegrafista amador registrou as pedras de gelo caindo na cidade.




Estadão : Temporadas de enchentes e promessas em São Paulo - 11.01.2011, as 13h07 :  Relembre as principais enchentes dos últimos anos e veja o que o  poder público já prometeu fazer para lidar com o problema.

3 comentários:

DEFENDA SEUS DIREITOS AQUI disse...

Segundo o jornal - O Globo -Extra : "Quase duas semanas depois da tempestade que devastou a Região Serrana do Rio, o número de mortes chegou a 827 nesta terça-feira, após 14 dias de buscas a vítimas. De acordo com a Polícia Civil, são 399 mortos em Friburgo, 335 em Teresópolis, 67 em Petrópolis, 21 em Sumidouro, quatro em São José do Vale do Rio Preto e um Bom Jardim. Segundo o Ministério Público, até o momento já foram registrados 511 desaparecimentos na região." leiam em www.extra.globo.com - "Nasa divulga imagens dos estragos da Região Serrana vistos do espaço"

DEFENDA SEUS DIREITOS AQUI disse...

MP pede, desde 2009, remoção de casas em Friburgo
27 de janeiro de 2011 - Estadão:

Marcelo Auler - O Estado de S.Paulo
Há dois anos, o Ministério Público do Rio tenta remover as casas erguidas em áreas de risco no bairro Floresta, em Friburgo, um dos locais mais atingidos pela tragédia. Não houve sentença no caso. A ação teve por base outra tragédia, de 2007, com 11 mortes, e mencionava o risco de deslizamentos, desabamentos e inundações.

DEFENDA SEUS DIREITOS AQUI disse...

REGISTRANDO : CARTA DO ATOR MARCOS PALMEIRA AO JORNAL O GLOBO - NESTE DOMINGO 16.01.2011 - PASSADO

"Dono de fazenda em Teresópolis, ator pede fim da hipocrisia"(depoimento enviado por e-mail para o jornal O Globo neste domingo)

"Tenho a fazenda Vale das Palmeiras há 15 anos e nesse tempo todo venho acompanhando o aumento do desmatamento na região sem que nada seja
feito. Vejo leito de rio sendo desviado sem que nada seja feito; vejo o aumento das construções irregulares sem que nada seja feito. Eu, lá no meu canto, tentando preservar, e o poder público ajudando a destruir. Então, em mais um verão do descaso, a chuva leva tudo e todos! Vamos
culpar a natureza?
Ora, chega de hipocrisia! Se não tomarmos uma
providência, se não cobrarmos dos políticos uma ação enérgica, ficaremos anos vivendo momentos como esse, onde todos se colocam para ajudar, mas os que tinham condições reais de ajudar nada fizeram! É revoltante!
Estou com a população: nesse momento vale a solidariedade e não a reclamação.
Nós estamos ilhados, sem comunicação, mas não paramos de agir um minuto sequer. Nós e todos os vizinhos! Nesse momento a união vale mais do que mil palavras. Até quando vamos acreditar que " agora " as coisas vão mudar?
Estou revoltado porque o povo trabalhador, honesto, acredita e confia, e os políticos aproveitam para atuar em benefício
próprio. Não estou culpando esse ou aquele governo, já que o problema vem de anos, mas está na hora de darmos um basta nessa hipocrisia!
Vamos cobrar e fiscalizar!
Temos que entender que o desmatamento como um todo o Brasil ajuda para que essas catástrofes aconteçam! Nós, da Vale, estamos na luta!"

ISSO É QUE É ( Coluna " Gente Boa ", Cleo Guimarães ) " Marcos Palmeira doou para os desabrigados de Teresópolis 50 toneladas de legumes e verduras orgânicas, toda a produção de sua fazenda na últimas semanas. Foi a salvação para as centenas de pessoas que perderam tudo e estão provisoriamente numa igreja da cidade. " Elas estavam sem nada para comer ", disse Marcos ".