DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

DENUNCIAS GRAVÍSSIMAS EM SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO, MINAS GERAIS , BAHIA, DISTRITO FEDERAL, ALAGOAS

SÃO PAULO - SP :
Dr. Roberto Mafulde - Diretor Jurídico da Defesa Popular denuncia
ação ilegal de FALSOS CONDOMÍNIOS - assista - EM PRIMEIRA MÃO - 07.11.2011

MINISTERIO PUBLICO de SÃO PAULO
DR. JOSE CARLOS DE FREITAS -Promotor de Justiça de Habitação e Urbanismo
da Capital - denuncia a ILEGALIDADE dos FALSOS CONDOMINIOS

BAHIA :
Dra. Cristina Moles fala feudalização das áreas publicas e das Ilegalidades dos falsos condomínios no Litoral Norte da Bahia

MINAS GERAIS - NOVA LIMA
Prof. Fernando Massote DENUNCIA as arbitrariedades praticadas por falsos condomínios

Fala (abaixo) do professor Fernando Massote no seminario Nova Lima “Pensa o seu Futuro”. Ela ficou interrompida no video como os espectadores poderão verificar. Vejam a fala do professore a partir do sétimo minuto do vídeo acima. saiba mais ...
DISTRITO FEDERAL
TV GLOBO DIVULGA DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUE GARANTE A LIBERDADE DE ASSOCIAÇÃO saiba mais ...

ALAGOAS-MACEIO
MORADORES DENUNCIAM ABUSOS DE FALSOS CONDOMÍNIOS
Justiça determina pagamento de taxa de ‘condomínio’ em ruas fechadas
Moradores do Conjunto Jardim Petrópolis I foram condenados a pagar taxas cobradas desde que loteamento virou associação
IDOSA DENUNCIA ABUSOS E CONSTRANGIMENTOS ILEGAIS EM MACEIO / AL :
"tenho 85 anos,moro com meu marido tambem idoso no bairro do jardin petropolis I a quase 30 anos,venho sofrendo com a perseguição da associação, por me recusar a pagar a taxa inposta por ela,estou sendo processada e corro o risco de ter meu unico bem penhorado que é minha casa.eu nunca fui associada mas mesmo assim a justiça de maceio-al,esta condenando os moradores,eles dizem que mesmo quem não é associado tem que pagar.
já tive até um AVC passei quase trita dias internada por conta desses aperreios,como se não bastasse,os administradores da associação,vive me perseguindo,fui abordade dentro da igreja durante uma missa,e fui cobrada,foi uma humilhação,no mesmo dia contrariada e chorando muito,tive o AVC e fui parar no hospital,a pessoa que me cobrou disse ainda que iria me expulsar do bairro e que tomaria minha casa.
peço pelo amor de Deus,providencias urgente,pois a justiça de maceio-al,não tem jeito.o barro do jardin petropolis I em maceio,nunca foi condominio e eles ficam falando que é condominio."
22/10/2011 09:20
RIO DE JANEIRO
PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA RECEBE REPRESENTANTES DO MOVIMENTO NACIONAL DE DEFESA DAS VITIMAS DOS FALSOS CONDOMINIOS E PROMETE INTERVIR NAS AÇÕES JUDICIAIS PARA COIBIR OS ABUSOS
PRATICADOS POR FALSOS CONDOMINIOS COMARY GLEBAS , AMABA e OUTROS...

“Fiquei muito satisfeito com a decisão do STF contra a obrigatoriedade de pagamento de taxas para esses chamados ‘condomínios de fato’. Sempre respeitando a autonomia funcional dos Promotores de Justiça, comprometo a marcar reunião com os Coordenadores de todas as áreas envolvidas, Tutela Coletiva, Cível e Criminal, para articular uma possível uniformização no entendimento da questão”, afirmou o Procurador-Geral de Justiça Dr. Claudio Soares Lopes em reunião realizada em 28.09.2011 na sede do MP RJ

Moradores denunciam FECHAMENTO DE VIAS PUBLICAS e COBRANÇAS ILEGAIS na BARRA DA TIJUCA - RIO
saiba mais sobre a ILEGALIDADE das cobranças impositivas de taxas por falsos condomínios clique aqui ->STF e STJ garantem a LIBERDADE DE ASSOCIAÇÃO  
JUNTE-SE À NOS

PEDIMOS A TODOS QUE ESTÃO SENDO ILEGALMENTE COBRADOS POR FALSOS CONDOMíNIOS ou sendo DISCRIMINADOS e LESADOS em seu DIREITO CONSTITUCIONAL de LIVRE CIRCULAÇÃO e uso dos BENS PUBLICOS DE USO COMUM DO POVO, QUE REGISTREM SUAS DENUNCIAS NA PETIÇÃO NACIONAL AO MINISTERIO PUBLICO 
clicando aqui 
REGISTRE SEU DEPOIMENTO E SUA DENUNCIA - FAÇA COMO:

CARLOS ALBERTO TINOCO DE CARVALHO
  • NO. TITULO DE ELEITOR ou IDENTIDADE
  • 477-CRA
  • BAIRRO, CIDADE e ESTADO
  • Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro, RJ
  • NOME DA ASSOCIAÇÃO OU CONDOMÍNIO IRREGULAR
  • BARRA BONITA
  • RECLAME AQUI ( conte seu caso )
  • O Ministério Público Federal deve observar as ações das associações, pois apesar de toda ilegalidade, se sentem à vontade para recorrer à Justiça e cobrar por serviços, as vezes inexistentes, ou prestados ilegalmente, independentemente de contrato ou adesão dos moradores e/ou proprietários. Sou hoje uma pessoa endividada. É muito desgaste intranqüilidade e apreensão, dentro de nossa própria casa. Os proprietários estão desamparados, as garantias constitucionais não são respeitadas. É o domínio, sem limites, de um grupo de pessoas, criando uma absurda insegurança jurídica, e o descrédito na justiça. Não há sequer como discutir-se as vultosas quantias cobradas. O formidável golpe, das “administradoras” – visando lucros, não sofre nenhum tipo de fiscalização.Não é constitucional exigir que pessoas não associadas tenham que se associar, ou a se manter associadas, tenham que arcar com despesas de supostos serviços não solicitados, e ainda sofrem a ameaça de perderem as suas casas.
PARTICIPE DE NOSSO MOVIMENTO NACIONAL EM DEFESA DA LIBERDADE E DA DIGNIDADE DOS CIDADÃOS BRASILEIROS -
NÃO ACEITE AMEAÇAS-NÃO FAÇA ACORDOS - NÃO ACEITE RESTRIÇÕES À SUA LIBERDADE DE CIRCULAÇÃO, À LIBERDADE DE DECIDIR SE ASSOCIAR OU NÃO !
DENUNCIE AQUI 
se  precisar de ajuda envie EMAIL para :  vitimas.falsos.condominios@gmail.com

Um comentário:

DEFENDA SEUS DIREITOS AQUI disse...

CARLOS ALBERTO TINOCO DE CARVALHO
NO. TITULO DE ELEITOR ou IDENTIDADE
477-CRA
BAIRRO, CIDADE e ESTADO
Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro, RJ
NOME DA ASSOCIAÇÃO OU CONDOMÍNIO IRREGULAR
BARRA BONITA
RECLAME AQUI ( conte seu caso )
O Ministério Público Federal deve observar as ações das associações, pois apesar de toda ilegalidade, se sentem à vontade para recorrer à Justiça e cobrar por serviços, as vezes inexistentes, ou prestados ilegalmente, independentemente de contrato ou adesão dos moradores e/ou proprietários. Sou hoje uma pessoa endividada. É muito desgaste intranqüilidade e apreensão, dentro de nossa própria casa. Os proprietários estão desamparados, as garantias constitucionais não são respeitadas. É o domínio, sem limites, de um grupo de pessoas, criando uma absurda insegurança jurídica, e o descrédito na justiça. Não há sequer como discutir-se as vultosas quantias cobradas. O formidável golpe, das “administradoras” – visando lucros, não sofre nenhum tipo de fiscalização.Não é constitucional exigir que pessoas não associadas tenham que se associar, ou a se manter associadas, tenham que arcar com despesas de supostos serviços não solicitados, e ainda sofrem a ameaça de perderem as suas casas.