DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

quarta-feira, 6 de maio de 2015

CAMARA FEDERAL RELANÇA FRENTE DE DEFESA DOS APOSENTADOS

Relançada frente de defesa dos interesses de aposentados

05/05/2015 - 23h12

Cleber Verde pretende começar se reunindo com o vice-presidente Michel Temer, articulador político do governo junto ao Congresso Nacional.

COMENTARIO REGISTRADO NO SITE DA CAMERA FEDERAL

Mensagem enviada com sucesso.

Parabens pela iniciativa ! Apelo a Vossas Excelencias para que incluam na pauta a defesa da MORADIA , e da CASA PROPRIA dos aposentados que estão sendo extorquidos por milicianos de falsos condominios. Nós trabalhamos a vida inteira, ajudamos a construir a riqueza desta Nação, e agora estamos sendo expulsos de nossas casas proprias porque, nem se quisessemos pagar a bi-tributação impostas por associações de moradores, não poderiamos, porque a aposentadoria nao dá para pagar MAIS DE 1.200,00 ( MIL E DUZENTOS REAIS ) DE TAXAS DE FALSOS CONDOMINIOS. EXCCELENCIAS REJEITEM O PLC 109/14 - PL 2725/11

ESTÁ NA HORA DE TODOS OS APOSENTADOS VITIMAS DOS FALSOS CONDOMINIOS DENUNCIAREM A BI-TRIBUTAÇÃO EXTORSIVA, IMPOSITIVA, COM FINALIDADE DE CONFISCO DA CASA PROPRIA DOS IDOSOS E APOSENTADOS 

NÓS TRABALHAMOS A VIDA INTEIRA E AJUDAMOS A CONSTRUIR ESTE PAÍS, E , AGORA, ESTAMOS SENDO PREJUDICADOS PELO FATOR PREVIDENCIARIO E ESTAMOS SENDO ROUBADOS E EXPULSOS DE NOSSAS CASAS PROPRIAS  POR MILICIANOS DE FALSOS CONDOMINIOS

A Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Aposentados e Pensionistas do Brasil foi relançada nesta terça-feira e terá o apoio de mais de 200 deputados e mais de 30 senadores sob a coordenação do deputado Cleber Verde (PRB-MA).
A intenção do colegiado é dialogar com o governo sobre o que é possível votar diante do pacote de ajuste fiscal em análise na Câmara dos Deputados. Segundo Cleber Verde, a agenda legislativa em favor dos aposentados será a primeira tarefa.
O coordenador pretende começar se reunindo com o vice-presidente Michel Temer, articulador político do governo junto ao Congresso Nacional. "Para que nós possamos levar a ele a nossa agenda, a prioridade da Frente Parlamentar que é a prioridade dos aposentados e pensionistas, para que nós possamos dialogar com o governo e ao mesmo tempo com a Casa para apreciarmos no plenário o quanto antes estas matérias tão relevantes.”
Cleber Verde acrescentou que, neste momento em que o ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, vem à Câmara e "diz que a previdência é superavitária e que temos a melhor previdência do mundo; então chegou a hora de podermos fazer justiça ao aposentado brasileiro".
O deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) disse que a capacidade de negociação da Frente Parlamentar Mista é grande devido ao número de parlamentares que integra o grupo. "Basta que as autoridades olhem a importância dos aposentados não só por ter trabalhado 35, 40, 50 anos. O aposentado é um professor, ele ensina, ele transmite e lamentavelmente esse fator previdenciário desmantelou a vida do aposentado no Brasil"
Fim da contribuição previdenciária
A frente reivindica a aprovação de vários projetos de interesse da categoria, dentre eles, o Projeto de Lei 4434/08, que recupera as perdas salarias dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS) e a PEC 555/06, que extingue a cobrança da contribuição previdenciária dos aposentados.

A presidente do Sindireceita, Silvia Helena de Alencar, tem esperança que a Frente em Defesa dos Aposentados ajude na derrubada da contribuição previdenciária sobre os benefícios dos aposentados e pensionistas do serviço público federal. "Há sim que se buscar uma melhor eficiência do Estado para evitar que mais uma vez a pensionista, o aposentado e os trabalhadores do País paguem a conta das eventuais administrações equivocadas ao longo da nossa vida."
No mês passado, em comissão geral sobre Previdência Social, Cleber Verde reclamou que as aposentadorias têm sido reduzidas pela aplicação do fator previdenciário - fórmula usada para calcular a aposentadoria do contribuinte do INSS, que reduz os valores pagos. “As pessoas têm o benefício diminuído em 30% a 40% pelo fator previdenciário”, explicou na ocasião.

Íntegra da proposta:

Da Redação - RCA

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'


selma aparecida | 06/05/2015 14h43
Por favor não se esqueçam da pec 434\2014 pois os doentes e inválidos também já foram trabalhadores e hoje se veem com uma aposentadoria que não compra nem os remédios.
juarez abreu dos santos | 06/05/2015 12h31
Caros Deputados não fica nessa de conversar com M. Temer vota os que nos aposentados já estamos esperando desde 2008, por favor isso é uma vergonha . dialogo não vai resolver vcs sabe do que estou me expressando . um Abraço para todos . Emui obrigado
Jataney Cunha | 06/05/2015 10h50
Acredito e agradeço quem se propõe voltar "a discutir o Projeto de Lei (PL) 3299/08, que acaba com o fator previdenciário; o PL 4434/08, sobre a recomposição dos prejuízos dos aposentados ao longo dos anos"! O massacre tem que cessar. Muito aposentados estão quase morrendo à míngua. É muito revoltante ver os recursos, principalmente, do Setor Urbano serem desviados, exemplo DRU, para outros fins. Somos MILHÕES, mas muito não têm certeza da força que possuem. Acordemos!
Erasmo Neto | 06/05/2015 08h36
Na sociedade regida pelo descarte,velho é tratado como coisa.Mas a esperança ainda é a longevidade,onde podemos contar história aos jovens para não serem enganados pela politicagem mentirosa que não tem gênero,cor,credo,raça,etc.Onde egoismo é o regente.A sociedade moderna não rompeu o sistema de nobres,clero e servos.Ainda repetem servos de deus,do deus criado por grupos sociais que articulam a metamorfose da escravidão dos seus semelhantes.

Nenhum comentário: