DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

MP SP EM AÇÃO CONTRA MILICIA ARMADA DE FALSO CONDOMINIO MIRANTE DA ENSEADA NO GUARUJÁ

AGRADECEMOS AO MINISTERIO PUBLICO DE SÃO PAULO PELO ATENDIMENTO
URGENTE E PRIORITARIO AOS NOSSOS PEDIDOS
Ontem, no dia 31 de agosto de 2014, domingo,
enviamos email pedindo a ajuda ao Dr Marcio Fernando Elias Rosa,
em defesa desta família, ameaçada e subjugada por milicianos que atuam sob a fachada de
"associação mirante da enseada" no Guarujá - SP
hoje, dia 01 de setembro de 2014, o caso já foi encaminhado ao Promotor de Justiça do Guarujá
para pronto atendimento . Vejam abaixo :
 
cortaram a agua da minha prima que é quem estava me fornecendo agua, sem motivo algum, fui levar uma carta do advogado dela para ser levada à administração e sou recebido por um segurança armado !!!
 ESTE VIDEO CONTEM DENUNCIAS GRAVES, QUE OCORREM EM MUITOS
OS BAIRROS FECHADOS  ONDE OS MORADORES SÃO ABANDONADOS PELO ESTADO, NAS MÃOS DE MILICIAS QUE USAM A FACHADA DE
"SOCIEDADE CIVIL SEM FINS LUCRATIVOS"
O FALSO CONDOMINIO MIRANTE DA ENSEADA NO GUARUJA - SP - TAL COMO MUITOS OUTROS
CORTA A AGUA DE MORADORES , VENDE AGUA A PREÇO EXTORSIVO, NÃO CUIDA DAS RUAS PUBLICAS
IMPÕE COBRANÇAS COERCITIVAS E ILEGAIS COM FINS DE CONFISCO DE IMOVEIS E DINHEIRO
DE IDOSOS E DE APOSENTADOS, TORTURANDO OS VELHINHOS E AS FAMILIAS

E AINDA USA SEGURANÇAS ARMADOS EM RUAS PUBLICAS PARA INTIMIDAR OS MORADORES
O QUE É CRIME FEDERAL

ASSISTAM ESTE VIDEO E VEJAM QUE TUDO ISTO É CASO DE POLICIA
 

 
vídeo Publicado em 27/07/2014          
Resolvi disponibilizar este vídeo publicamente com intenção de mostrar a todos o que uma Associação de Moradores pode fazer com uma família inteira!!!Vamos tentar fazer com que esse material chegue aos Senadores Eduardo Suplicy e Álvaro Dias, já que se mostraram através de discurso no plenário que são contra as atitudes radicais e inconstitucionais dessas verdadeiras quadrilhas de Falsos Condomínios que se instalam e demarcam áreas públicas...
Coloco o material a disposição dos advogados para que possam fazer uso jurídico ...
Temos que tentar impedir que o Projeto de Lei 2725/11 seja aprovado Quando o obvio é possível, nada se torna impossível
 
 
 PEÇO A TODOS OS CIDADÃOS QUE ESTÃO SOFRENDO, CALADOS, ESTES MESMOS ABUSOS E VIOLAÇÕES DE DIREITOS, QUE NOS ENVIEM SUAS DENUNCIAS
que as ENCAMINHAREMOS imediatamente ao
MINISTERIO PUBLICO e AUTORIDADES COMPETENTES

AGRADECEMOS AO MINISTERIO PUBLICO DE SÃO PAULO PELO PRONTO ATENDIMENTO À NOSSA DENUNCIA SOBRE A MILICIA ARMADA DO FALSO CONDOMINIO ENSEADA DA PRAIA NO GUARUJÁ
 
---------- Mensagem encaminhada ----------
De: CAO Civel - Urbanismo e Meio Ambiente
Data: 1 de setembro de 2014 12:51
 
Assunto: RES: URGENTE MILICIA ARMADA IMPOE TERROR NO GUARUJA - SP - e EM TODO SÃO PAULO - PEÇO PROVIDENCIAS URGENTES : DENUNCIAS GRAVISSIMAS
 
Para: VITIMAS FALSOS CONDOMINIOS vitimas.falsos.condominios@gmail.com

Prezado(a) Senhor(a),
 
A pedido dos Promotores de Justiça, Assessores do CAO de Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo do CAO CÍVEL, comunicamos Vossa Senhoria que sua mensagem “infra”, foi encaminhada à PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE GUARUJÁ/SP, órgão de execução do Ministério Público, para conhecimento e providências que entenderem cabíveis.
 
Maiores informações devem ser solicitadas ou fornecidas diretamente na referida Promotoria (e-mail: pjguaruja@mpsp.mp.br  - segue link para endereço e telefone da Promotoria: http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/lista_telefonica ).
 
Atenciosamente,
 
Ministério Público do Estado de São Paulo
Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Cíveis e de Tutela Coletiva – CAO de Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo
mlmi


 De: VITIMAS FALSOS CONDOMINIOS [mailto:vitimas.falsos.condominios@gmail.com]
Enviada: dom 31/8/2014 23:15
Para: PGJ - SP; Subprocuradoria Geral Assunto Institucionais
Cc: Secretaria do Gabinete Eduardo Suplicy;
eduardo.suplicy@senador.gov.br; PJ Cível da Habitação e Urbanismo2; Subprocuradoria Geral de Justiça - Assuntos Jurídicos; CAO Civel - Urbanismo e Meio Ambiente; VITIMASFALSOSCONDOMINIOS DEFESA DIREITOS; marcoburu1@yahoo.com.br; Paulo Sérgio de Oliveira e Costa

Assunto: URGENTE MILICIA ARMADA IMPOE TERROR NO GUARUJA - SP - e EM TODO SÃO PAULO - PEÇO PROVIDENCIAS URGENTES : DENUNCIAS GRAVISSIMAS

Ao Ministerio Publico de São Paulo 

Exmo. Procurador Geral de Justiça 
Dr. Marcio Fernando Elias Rosa 

c/c Dr Giampaolo Smanio 
Vice-Procurador Geral 

Ref : MP SP 83.950/14 - REPRESENTAÇÃO COLETIVA CONTRA FALSOS CONDOMINIOS 


Excelentissimo Dr. Marcio Fernando Elias Rosa, peço, por caridade, que V.Excia. assista este video que localizei no youtube na data de hoje, 31 de agosto de 2014 , e que contem denuncias gravissimas de morador de bairro urbano, no Guaruja. 

Estas denuncias evidenciam o desespero em que todos nós, vitimas dos falsos condominios / associações de moradores / bolsões residenciais / loteamentos fechados, estamos vivendo, há decadas, em decorrencia do descaso das autoridades publicas municipais para com os direitos humanos dos cidadãos, especialmente os mais idosos e carentes . 

Peço, por favor, que sejam tomadas providencias URGENTES de socorro às vitimas dos falsos condominios, em todo o Estado de São Paulo, com a mobilização das forças policiais, se necessario, para por um FIM às milicias / mafias, que atuam sob a "fachada" de associações sem fins lucrativos . 

A quantidade de familias extorquidas por estas milicias ( art 288-a  do CP ) , cujas vidas estão sendo destruidas, literalmente, é imensa ! 

Não podemos esperar mais ! Isto é caso de policia !  E tem que ser tratado e enfrentado como tal ! 

Não é possivel que as pessoas continuem entregues à propria sorte , lutando , em condições desiguais, contra o CRIME ORGANIZADO ! 

ASSIM , PEÇO, URGENCIA NA APURAÇÃO E SOLUÇÃO DO CASO ABAIXO, E DE TODOS OS DEMAIS CASOS QUE JÁ FORAM DENUNCIADOS POR NÓS ! 

DENUNCIA AO MP SP : CIDADÃO DESESPERADO FAZ DENUNCIAS GRAVISSIMAS CONTRA MILICIA DE FALSO CONDOMINIO: CORTE DE AGUA, DESABAMENTOS, VIGIAS ARMADOS, FIOS DE ALTA TENSÃO NO CHÃO

Publicado em 27/07/2014
Resolvi disponibilizar este vídeo publicamente com intenção de mostrar a todos o que uma Associação de Moradores pode fazer com uma família inteira!!!
Vamos tentar fazer com que esse material chegue aos Senadores Eduardo Suplicy e Álvaro Dias, já que se mostraram através de discurso no plenário que são contra as atitudes radicais e inconstitucionais dessas verdadeiras quadrilhas de Falsos Condomínios que se instalam e demarcam áreas públicas...
Coloco o material a disposição dos advogados para que possam fazer uso jurídico ...
Temos que tentar impedir que o Projeto de Lei 2725/11 seja aprovado

“Quando o obvio é possível, nada se torna impossível”

Agradeço muitissimo 

Atenciosamente 

MINDD - MOVIMENTO NACIONAL DE DEFESA DE DIREITOS CONTRA OS FALSOS CONDOMINIOS

SOMENTE COM A UNIÃO DE TODOS IREMOS VENCER AS MAFIAS DOS FALSOS CONDOMINIOS, E RESGATAR OS NOSSOS DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS

Petição ao Congresso Nacional pelo FIM DOS FALSOS CONDOMINIOS : Falsos condomínios são organizações que ocupam bairros e loteamentos, em todo país. Eles instalam cancelas nas vias públicas, criam milícias e cerceiam o direito Constitucional de ir e vir dos cidadãos. Agora eles querem que o Congresso Nacional legalize este golpe contra a propriedade publica e a família brasileira. Assine aqui e DIGA NÃO AO PL 3057 E AO SUBSTITUTIVO DO PL 2725

CONHEÇA E DEFENDA OS SEUS DIREITOS HUMANOS
 
 

Direitos humanos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Direitos Humanos são os direitos básicos de todos os seres humanos. São[1] : direitos civis e políticos (exemplos: direitos à vida, à propriedade, liberdades de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, ou seja, de todos perante a lei, direitos à nacionalidade, de participar do governo do seu Estado, podendo votar e ser votado, entre outros, fundamentados no valor liberdade); direitos econômicos, sociais e culturais (exemplos: direitos ao trabalho, à educação, à saúde, à previdência social, à moradia, à distribuição de renda, entre outros, fundamentados no valor igualdade de oportunidades); direitos difusos e coletivos (exemplos: direito à paz, direito ao progresso, autodeterminação dos povos, direito ambiental, direitos do consumidor, inclusão digital, entre outros, fundamentados no valor fraternidade).
A Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas afirma que :[2]
Cquote1.svgTodos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.Cquote2.svg
Artigo 1º Declaração Universal dos Direitos do Homem
As ideias de direitos humanos tem origem no conceito filosófico de direitos naturais que seriam atribuídos por Deus;[3] alguns sustentam que não haveria nenhuma diferença entre os direitos humanos e os direitos naturais e veem na distinta nomenclatura etiquetas para uma mesma ideia. Outros argumentam ser necessário manter termos separados para eliminar a associação com características normalmente relacionadas com os direitos naturais,[4] sendo John Locke talvez o mais importante filósofo a desenvolver esta teoria.[3]
Existe um importante debate sobre a origem cultural dos direitos humanos. Geralmente se considera que tenham sua raiz na cultura ocidental moderna, mas existem ao menos mais duas posturas principais. Alguns[quem?] afirmam que todas as culturas possuem visões de dignidade que se são uma forma de direitos humanos, e fazem referência a proclamações como a Carta de Mandén, de 1222, declaração fundacional do Império de Mali. Não obstante, nem em japonês nem em sânscrito clássico, por exemplo, existiu o termo "direito" até que se produziram contatos com a cultura ocidental, já que culturas orientais colocaram tradicionalmente um peso nos deveres. Existe também quem considere que o Ocidente não criou a ideia nem o conceito do direitos humanos, ainda que tenha encontrado uma maneira concreta de sistematizá-los, através de uma discussão progressiva e com base no projeto de uma filosofia dos direitos humanos.
As teorias que defendem o universalismo dos direitos humanos se contrapõem ao relativismo cultural, que afirma a validez de todos os sistemas culturais e a impossibilidade de qualquer valorização absoluta desde um marco externo, que, neste caso, seriam os direitos humanos universais. Entre essas duas posturas extremas situa-se uma gama de posições intermediárias. Muitas declarações de direitos humanos emitidas por organizações internacionais regionais põem um acento maior ou menor no aspecto cultural e dão mais importância a determinados direitos de acordo com sua trajetória histórica. A Organização da Unidade Africana proclamou em 1981 a Carta Africana de Direitos Humanos e de Povos[5] , que reconhecia princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 e adicionava outros que tradicionalmente se tinham negado na África, como o direito de livre determinação ou o dever dos Estados de eliminar todas as formas de exploração econômica estrangeira. Mais tarde, os Estados africanos que acordaram a Declaração de Túnez, em 6 de novembro de 1992, afirmaram que não se pode prescrever um modelo determinado a nível universal, já que não podem se desvincular as realidades históricas e culturais de cada nação e as tradições, normas e valores de cada povo. Em uma linha similar se pronunciam a Declaração de Bangkok, emitida por países asiáticos em 23 de abril de 1993, e de Cairo, firmada pela Organização da Conferência Islâmica em 5 de agosto de 1990.
Também a visão ocidental-capitalista dos direitos humanos, centrada nos direitos civis e políticos, como a liberdade de opinião, de expressão e de voto, se opôs durante a Guerra Fria, o bloco socialista, que privilegiava a satisfação das necessidades elementares, porém era suprimida a propriedade privada, a possibilidade de discordar, e de eleger os representantes com eleições livres de multipla escolha.[6]









Nenhum comentário: