DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

quarta-feira, 18 de junho de 2014

VITORIA NO DESERTO : O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis. Dize aos filhos de Israel que marchem.

E Assim o Senhor salvou Israel naquele dia

 
VITORIA NO DESERTO - ALINE BARROS 

TENHAM FÉ EM DEUS, QUE ELE TUDO PODE E TUDO FARÁ 

13 Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver.
14 O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis.
15 Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.
16 E tu, levanta a tua vara, e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco.
17 E eis que endurecerei o coração dos egípcios, e estes entrarão atrás deles; e eu serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, nos seus carros e nos seus cavaleiros,
18 E os egípcios saberão que eu sou o Senhor, quando for glorificado em Faraó, nos seus carros e nos seus cavaleiros.
19 E o anjo de Deus, que ia diante do exército de Israel, se retirou, e ia atrás deles; também a coluna de nuvem se retirou de diante deles, e se pôs atrás deles.
20 E ia entre o campo dos egípcios e o campo de Israel; e a nuvem era trevas para aqueles, e para estes clareava a noite; de maneira que em toda a noite não se aproximou um do outro.
21 Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar tornou-se em seco, e as águas foram partidas.
22 E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas foram-lhes como muro à sua direita e à sua esquerda.
23 E os egípcios os seguiram, e entraram atrás deles todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros, até ao meio do mar.
24 E aconteceu que, na vigília daquela manhã, o Senhor, na coluna do fogo e da nuvem, viu o campo dos egípcios; e alvoroçou o campo dos egípcios.
25 E tirou-lhes as rodas dos seus carros, e dificultosamente os governavam. Então disseram os egípcios: Fujamos da face de Israel, porque o Senhor por eles peleja contra os egípcios.
26 E disse o Senhor a Moisés: Estende a tua mão sobre o mar, para que as águas tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros.
27 Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o mar retornou a sua força ao amanhecer, e os egípcios, ao fugirem, foram de encontro a ele, e o Senhor derrubou os egípcios no meio do mar,
28 Porque as águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar; nenhum deles ficou.
29 Mas os filhos de Israel foram pelo meio do mar seco; e as águas foram-lhes como muro à sua mão direita e à sua esquerda.
30 Assim o Senhor salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.
31 E viu Israel a grande mão que o Senhor mostrara aos egípcios; e temeu o povo ao Senhor, e creu no Senhor e em Moisés, seu servo.

Elias é arrebatado
1Chegou então a altura do Senhor levar Elias para o céu num remoinho! Elias disse a Eliseu, quando deixaram Gilgal: “Fica aqui, porque o Senhor disse-me que fosse a Betel.”
Mas Eliseu respondeu-lhes: “Garanto-te por Deus e pela tua alma que não te deixarei!”
Foram pois a Betel juntos. Aí, os jovens profetas da escola de Betel vieram ao encontro deles e perguntaram a Eliseu: “Sabes que o Senhor vai levar Elias hoje para si?
“Sim, calem-se!” respondeu Eliseu. “Já sei isso.”
Elias disse a Eliseu: “Peço-te que fiques aqui em Betel, porque o Senhor mandou-me a Jericó.”
Mas Eliseu tornou a responder: “Juro-te por Deus e pela tua vida que não te deixarei.” Foram assim até Jericó.
Os estudantes da escola de Jericó vieram ter com Eliseu e perguntaram-lhe: “Sabes que o Senhor vai levar Elias hoje para o céu?”
Eliseu respondeu: “Estejam calados. Eu sei bem isso!”
Elias disse a Eliseu: “Por favor, fica aqui, porque o Senhor mandou-me ao rio Jordão.”
Eliseu respondeu como anteriormente: “Juro-te por Deus e pela tua alma que não te deixarei.”
Lá foram juntos e chegaram ao rio Jordão, enquanto os cinquenta jovens profetas ficavam a ver, à distância. Elias tirou a capa, dobrou-a e bateu com ela na água; a torrente dividiu-se e eles passaram a seco.
Quando chegaram ao outro lado, Elias disse a Eliseu: “Pede-me o que quiseres, antes que eu seja levado.”
E Eliseu respondeu: “Peço-te que me dês uma dobrada porção do teu poder profético.”
10 “Pedes uma dura coisa. Mas se puderes vêr-me quando for levado de junto de ti, obterás o que pretendes. Se não, não a terás.”
11 Enquanto iam caminhando e conversando, de repente um carro de fogo apareceu e passou pelo meio deles, separando-os; Elias foi assim levado para os céus num remoinho.
12 Eliseu, que viu tudo, gritou: “Meu pai! Meu pai! O carro de Israel com os condutores!”
Quando o carro desapareceu Eliseu rasgou a sua roupa.13/14 Depois pegou na capa de Elias, voltou para a margem do Jordão e bateu na água com ela. “Onde está o Senhor Deus de Elias?”, exclamou ele. A corrente separou-se e Eliseu passou em seco para o outro lado.
15 Quando os moços profetas de Jericó viram o que acontecera, disseram: “O espírito de Elias ficou em Eliseu!” E foram ter com ele para o felicitar respeitosamente. 

Nenhum comentário: