DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Crise no Judiciário : "A Justiça ainda é o último reduto do povo" mas há Juízes que confundem autonomia com soberania

Presidente do TJ-SP admite que morosidade faz com que a Justiça seja desacreditada pela população
"A Justiça ainda é o último reduto do povo", diz o desembargador Ivan Sartori. Segundo ele, é necessário ter mais transparência.
Ouça trecho da entrevista feita no "Café da Manhã". RADIO ESTADÃO hoje 
Filipe Araújo / AE

Tópicos: justiça , tribunal , ivan-sartori 
______________________________________
Não é a morosidade apenas, mas também os magistrados que julgam ser MAGESTADES, e que violam preceitos e direitos constitucionais fundamentais e literal disposição das leis cogentes , prolatando sentenças INCONSTITUCIONAIS e ilegais, que fazem proliferar as ações judiciais, ao invés de extingui-las !
A injustiça nos Tribunais provoca a insegurança jurídica e agrava o conflito social, e, por isto, centenas de milhares de processos repetitivos abarrotam os tribunais, prejudicando o povo e a Justiça, onerando o orçamento publico e a economia popular . 
Leva-se anos até que sentenças INCONSTITUCIONAIS e as que violam LITERAL disposição das leis, sejam reformadas pelo Supremo Tribunal Federal, e pelo Superior Tribunal de Justiça.
Alega-se que a justiça é lenta porque há muito trabalho e faltam juízes, então, se há excesso de demanda, não seria mais eficaz aumentar a quantidade de juízes e garantir a ordem publica, assegurando a qualidade e a presteza da tutela jurisdicional ?
É extremamente INJUSTO negar os direitos constitucionais fundamentais aos cidadãos e ainda impedir que o povo recorra ao STF e ao STJ, a pretexto de reduzir o volume de processos e de aumentar a celeridade processual  aumentando,  ainda mais, o PODER nas mãos de juízes, muitos dos quais, ao invés de aplicar as leis, impõem sua vontade e o seu livre arbítrio, e agem como tiranos, e não como bons magistrados !


Leia :

A NOTA EM DEFESA DA MINISTRA ELIANE CALMON


ASSINE E DIVULGUE O MANIFESTO POPULAR DE APOIO AO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA E À MINISTRA ELIANA CALMON  CLIQUE AQUI PARA ASSINAR NO SITIO DE PETIÇÕES EM INGLES  , OU CLICANDO AQUI  PARA ASSINAR  NO SITIO DE PETIÇOES EM PORTUGUES.

DIGA NÃO À DISCRIMINAÇÃO, ABUSOS, VIOLAÇÕES DE DIREITOS HUMANOS - assine a Carta à Presidente Dilma Rousseff ....
ESTAMOS VIVENDO UMA SITUAÇÂO GRAVISSIMA DE LESÃO À ORDEM PUBLICA
GRAVISSIMAS VIOLAÇÔES DE DIREITOS HUMANOS, DISCRIMINAÇÂO RACIAL e SOCIAL  ESTÃO SENDO PRATICADAS NA BAHIA , no RIO de JANEIRO, CABO FRIO, PARATY, ANGRA DOS REIS, TERESOPOLIS, ITAIPAVA, NOVA FRIBURGO, EM MINAS GERAIS , NOVA LIMA, BELO HORIZONTE, JUIZ DE FORA, EM ALAGOAS, MACEIO, em PERNAMBUCO, EM várias cidades de SÂO PAULO . NÃO SE TRATA DE UM PROBLEMA PESSOAL , OU  REGIONAL. ISTO É UM PROBLEMA DE  SEGURANÇA NACIONAL !
UMA AFRONTA DIRETA À SOBERANIA DO ESTADO,  DA PRESIDENCIA DA REPUBLICA, DO CONGRESSO, DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, EM PREJUÍZO DOS DIREITOS DE TODOS OS CIDADÃOS BRASILEIROS!
É PRECISO QUE HAJA UMA CONSCIENTIZAÇÂO DO ESTADO E DA SOCIEDADE 
DE UM LADO , O POVO, DISCRIMINADO, HUMILHADO, EXCLUÍDO , do outro os CIDADÃOS LESADOS POR SENTENÇAS INÍQUAS - saiba mais    .....

ALERTA :

VOCÊ JÁ PRECISOU DO JUDICIÁRIO?
JÁ SENTIU NA PELE A CORRUPÇÃO QUE É COMO UM CÂNCER CORROENDO A JUSTIÇA?
A MINISTRA ELIANA CALMON DEFENDE A PUNIÇÃO DE JUÍZES CORRUPTOS, NO ENTANTO ELA ESTA SOFRENDO GRANDE PRESSÃO POR PARTE DAQUELES QUE SE BENEFICIAM DA CORRUPÇÃO. ESTAMOS PASSANDO UMA PETIÇÃO PUBLICA  PARA APOIARMOS O CNJ (CONTROLE EXTERNO DO JUDICIÁRIO), NÃO DEIXE DE ASSINAR, LEVA MENOS QUE 5 MINIUTOS.
ATÉ O MOMENTO TEMOS POUCAS ASSINATURAS DE APOIO A MINISTRA ELIANA CALMON , QUE TEVE A CORAGEM DE DENUNCIAR A CORRUPÇÃO NO JUDICIÁRIO, EM VÁRIOS ESTADOS DO BRASIL .
PRECISAMOS DE MUITO MAIS . AJUDE-NOS A CONSEGUIR MAIS ASSINATURAS !
POR FAVOR MANIFESTEM-SE POR UM JUDICIÁRIO MAIS HONESTO.
ATC,
AVILESBA 
MOVIMENTO NACIONAL DEFESA DE DIREITOS DAS VITIMAS DOS FALSOS CONDOMINIOS

6 comentários:

Anônimo disse...

Moradores do bairro do jardin petropolis I em maceio-alagoas,estão sendo levados a justiça por se negarem a pagar as malditas taxas de associação ou taxa de rateios como eles costumam falar na tentativa de diblar as leis.moradores que se recusam são discriminados,e saõ expostos ao ridiculo apontados como aproveitadores já que se recusam a pagar.acontece que virou meio de vida para pessoas sem excrupulos e desonestas que visando o lucro facil comete esse tipo de crime muitas vezes com a conivencia das autoridades.lamentavel,precisamos lutar contar isso,afinal,sera que as leis no brasil serve para alguma coisa?

Anônimo disse...

Apoio total ao "Defenda seus Direitos". Tudo o que alí explicita é a pura verdade, também em São Paulo.Fui condenado pelo Judiciário, atráves de petição narrando inverdades. Se eu não pagasse R$ 27.000,00 à ARPP, eu teria minha casa penhorada pela Justiça. Aqui a "coisa" está brava contra o cidadão honrado, aquele que não deseja fazer parte de sua "administração". Tenho guardado 15 boletos impostitivos para pagamento a títtulo de mensalidades de condomínio. Espero o momento oportuno para apresentá-los ao Douto MP/SP, para fins de multa. Sou da PM/SP, providenciei Segurança Oficial-PM- para o Parque, mas a ARPP a substituiu por segurança privada. Para quê? Além do mais, se um morador é bom pagador, ele fica livre de ser conduzido ao DP, no caso de cometer ilícitos penais. São necessárias urgentes providências contra esses tipos de falsos condomínios horizontais, que está omisso do Cód. Civil. Então dá margens para que os abusos contra o cidadão se concretizem. Paz e Amor!. R.M - São Paulo - SP

Anônimo disse...

É muito importante defender O Estado de Direito, pois se assim não fosse estariam todos dentro de uma selva utilizando sempre todas as armas para nos defender e atacar, utilizando as regras selvagens dos mais fortes, como acontece, muitas vezes, ainda hoje, portanto o Poder Judiciário deve estar nas mãos de pessoas honestas, imune de maracutaias e que não tenham medo de ser fiscalizadas pelo Órgão que foi criado exatamente com esta finalidade, o CNJ, INDEPENDENTE, AUTONOMO E COM OS PODERES NECESSÁRIOS PARA FISCALIZAR O OPERADO DE TODO O SISTEMA JUDICIÁRIO. Todos os Poderes têm este controle e estão submetidos às sanções pelo não comprimento das normas que regulam seus operados, portanto é justo que o CNJ, criado pela E.C. n. 45, continue seu operado com os poderes que Lhe cabem e continue depurando e vacinando cada membro do PODER JUDICIÁRIO, onde evitar a instauração de UM ESTADO TUPINIQUIM, ONDE A JUSTIÇA ALÉM DE SER CEGA, SERIA, SURDA, MUDA E CORROMPIDA. Este Apoio é Primordial para a DIGNIIDADE do BRASIL

Anônimo disse...

JOSÉ ANTONIO DE SANTANA BH
Comentado em: Presidente do TJ-SP admite que morosidade faz com que a Justiça seja desacreditada pela população
30 de Janeiro de 2012 | 11h44
Não é só a morosidade da justiça que é grave, é principalmente o resultado da contenda. A decisão do magistrado que via de regra não tem nada que se assemelhe com justiça. O que parece é que grande parte do judiciário se torno um balcão de negócios, não importando a razão e o direito, mas sim a influência e o recheio da carteira de quem normalmente a decisão acaba sendo favorável. É Lógico que não estou aqui generalizando, mas alguém tem que fazer alguma coisa em relação a o judiciário, pois país sem justiça o que impera é o fascismo, a injustiça, a ditadura, o nazismo, qualquer coisa, menos justiça

DEFENDA SEUS DIREITOS AQUI disse...

Os abusos e constrangimentos ilegais praticados por algumas "associações de moradores" e falsos "condominios" estão afetando a vida da população em geral, e submetendo a bi-tributação os moradores de todas as classes sociais, desde moradores em "favelas-bairros" até proprietários casas de luxo, sem escapar, sequer os donos de apartamentos situados em ruas publicas de bairros tradicionais, que estão sendo Bi ou TRI-tributados por supostos "serviços" que são PUBLICOS e que eles já pagam ao Estado atraves do IPTU e outros impostos. A confusão é muito grande, e muitas pessoas estão desesperadas, em vias de perderem suas CASAS PROPRIAS, DIGNIDADE e LIBERDADE, seja por ação ou por omissão das autoridades municipais que "autorizam", ou que "fecham os olhos" para a privatização inconstitucional de BENS PUBLICOS de uso comum do POVO ( praias, lagoas, areas de preservação ambiental permanente, parques, avenidas, ruas, praças), fora dos parametros legais

Anônimo disse...

as alegações de que o judiciario é lento por falta de juizes e que é grande a quantidade de processos não acho justificativa,pois juizes tem mas na verdade o que acontece é que existem muitos juizes incompetentes,corruptos e em muitos casos arrogantes(DEUSES),pois acho que se os processos fossem adequadamente julgados dentro da lei não haveria tantos processos abarrotando o judiciario.aqui em maceio casos absurdos de julgamento contra moradores do bairro do jardin petropolis I que estão sendo processados pela famigerada associação de moradores,o juiz que julga os casos chegou a dar ganho de causa para alguns moradores mas sem explicação alguma e para expanto de todos,condenou outros em casos identicos demostrando total despreparo e incompetencia e ainda demostrando não ter crierio algum,certamente é um daqueles que entraram pela janela.um caso recente e berrante,foi de um juiz que no juizado no qual ele atende,julgou um caso de um morador de um bairro vizinho dando ganho de causa a esse morador e ao mesmo tempo condenou outro morador do bairro do jardin petropolis I,em caso identico ao julgar o recurso do mesmo na turma recursal de maceio.então a verdade é que não falta juizes mas acontece é que tem juizes incompetentes demais.os juizes que deveriam dar exemplo e julgar dentro da lei são os primeiros a ignora-las.para que serve as leis no brasil,para que serve nossa constituição?