DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Ministra quer mudança do projeto que altera o Código Florestal


Ministério do Meio Ambiente vai propor mudanças no projeto que altera o Código Florestal, em discussão no Congresso. A informação é da reportagem de Vanessa Correa e Evandro Spinelli publicada na edição desta quinta-feira da Folha (íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL).
Presidente da Câmara diz que Código Florestal será "votado para o bem ou para o mal"
Revisão do Código Florestal pode legalizar área de risco e ampliar chance de tragédia
Leia relatos sobre as chuvas na região serrana do Rio
Veja lista parcial com nomes dos mortos
Saiba como fazer doações para as vítimas das chuvas
Veja imagens antes e depois da chuva
Veja imagens dos estragos no Rio
Veja cobertura sobre chuvas na região serrana do Rio
De acordo com o texto, a proposta deve contemplar mudanças inclusive em relação às áreas urbanas, para evitar o risco de tragédias como as da semana passada no Rio. O relatório aprovado no ano passado por uma comissão especial da Câmara dos Deputados permite a ocupação de áreas de preservação permanente onde hoje é proibido qualquer tipo de construção, conforme a Folha revelou no domingo.
No Rio, as maiores tragédias foram registradas justamente em áreas de preservação permanente ocupadas irregularmente --topos de morro, encostas e várzeas--, e que serão liberadas para moradia caso o novo texto seja aprovado pelo Congresso. O ministério confirmou que está elaborando o novo texto, mas não deu detalhes da proposta, que ainda será submetida à presidente Dilma Rousseff.
Editoria de arte/Folhapress
Mais de 700 pessoas morreram em decorrência das chuvas que atingem a região serrana do Rio desde a semana passada. As cidades que tiveram óbitos são Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Sumidouro. Segundo levantamento do Ministério Público, são mais de 200 desaparecidos.
+ CANAIS

Nenhum comentário: