DEFENDA SEUS DIREITOS

Loading...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ESTA CHUVA QUE CAI SOBRE O SUDESTE E SUL DO BRASIL É UMA COISA PONTUAL - Será mesmo ???

Região Serrana ganhará mais investimentos essa semana
24/1/2011 - 9h56
Por Ascom da Secretaria de Obras
www.imprensarj.gov.br

A visita da presidente Dilma Rousseff e da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, essa semana ao Rio está sendo aguardada com grande expectativa pelo vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão. As duas deverão anunciar mais ajuda do governo federal para a construção de unidades habitacionais na região afetada pelas chuvas. As construtoras ligadas ao programa federal Minha Casa, Minha Vida comprometeram-se a doar duas mil unidades habitacionais nas três principais cidades.

Segundo Pezão, hoje o governo estadual planeja construir oito mil unidades, que atenderão as vítimas da tragédia que se encontram em abrigos, assim como famílias que ocupam áreas consideradas de risco. O estado espera agora a definição da ajuda que será anunciada pela presidente para saber quantas casas ainda terá de construir para atingir a meta.

- Não estamos preocupados apenas com essa chuva, uma coisa pontual. Estamos fazendo uma programação para os próximos três anos, que irá atender aqueles que estão em abrigos, mas também famílias que ocupam hoje áreas de grande risco – frisou Pezão.

O vice-governador lembrou que o estado já está estudando os terrenos que abrigarão essas casas, para fazer toda a preparação necessária e oferecer a infraestrutura para a instalação dos condomínios. A expectativa é de que as duas mil unidades comecem a ser construídas em março.

E a reconstrução da cidade também tem recebido aporte para todas as áreas. Além dos novos apartamentos, o estado espera recursos do Banco Mundial que chegarão a R$ 850 milhões para obras de contenção e compra de áreas para a construção de residências nas cidades afetadas – Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto, Bom jardim e Areal. Ainda estão sendo ajustados os detalhes, mas a expectativa de Pezão é que R$ 350 milhões já sejam liberados em abril.

Nenhum comentário: